02 agosto, 2011

E se você escolher confiar em mim e Eu te decepcionar?

Relacionamentos nem sempre são tão fáceis.Principalmente quando uma das partes traz algum tipo de decepção.Imediatamente a confiança é quebrada e a partir daí já conhecemos o processo...leva algum tempo para recuperá-la(quando conseguimos) e tudo voltar a ficar bem.

Em toda a Bíblia observamos que o relacionamento de Deus com seu povo era feito através de alianças e dispensações.Havia responsabilidades de ambas as partes.Enquanto Deus se apresenta Fiel nesses tratados, o homem, por sua vez, em alguns momentos falhava rompendo assim o compromisso.Uma quebra da aliança deixava a outra parte livre para não mais se importar com a outra.Entretanto, Deus nunca nos tratou assim.O amor Dele sempre extravasou e provia meios de manter seu relacionamento para conosco através de um novo pacto.

Nossa geração tem sido alvo de ensinamentos equivocados acerca de relacionamentos inclusive naquele que acontece entre homem-criador.Temos ouvido que Ele sempre satisfaz nossos desejos e algumas doutrinas defendem que não passaremos mais por aflições ou períodos difíceis se mantivermos comunhão com Ele.O povo tem mudado a glória de Deus e agora pregam um deus que está a mercê do seu povo fazendo tudo o que eles querem, satisfazendo-lhe seus caprichos, ideais e projetos continuamente.

Se você estuda a mesma Bíblia que eu, sabe que na verdadeira teoria e prática as coisas não funcionam assim.Em alguns momentos da vida pode ser que um plano pessoal seja frustrado ou que as coisas não saiam como tanto planejamos mesmo quando somos fiéis ao Senhor.Situações assim, via de regra, nos deixam pensativos.Queremos saber onde erramos e quando percebemos que fizemos tudo direitinho diante do nosso conhecimento natural e religioso a pergunta que não quer calar brada dentro de nós: porque Deus está fazendo isso comigo?Onde está a nossa aliança?Eu fiz tudo que devia fazer, obedeci a todos os mandamentos e agora estou vivendo isso...Não compreendo!

Antes de tentar buscarmos respostas para essas perguntas vale a pena tentar responder para você mesmo uma pergunta de Deus: você pode continuar confiando em mim mesmo que aparentemente Eu te decepcione?

É fato que não conhecemos os caminhos pelos quais Ele nos levará para que seus planos em nós e através de nós sejam cumpridos.José não sabia que enfrentaria a cisterna e o cárcere.Daniel talvez nem desconfiasse que um dia passaria a noite na companhia de leões.Moisés não esperava passar quarenta anos no deserto em completo anonimato antes de ser chamado.Abraão nunca imaginou que subiria o Moriá com Isaque.Todos esses e milhares de outros, eu e você, em algum momento da vida somos conduzidos a situações que não esperávamos e dependendo da intensidade delas, nossa fé invariavelmente é desafiada.

Quando procuramos a Deus nessas ocasiões vale a lembrança de que Ele está no comando apesar de.E, se somos fiéis, se o amamos verdadeiramente, temos a certeza de que Ele sabe o porque e a finalidades dos fatos que nos cercam e nos trará um bem maior usando tudo isso em nosso favor.Não é assim que Paulo explica? 'Todas coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.’

Se por algum motivo você se decepcionou com Deus, é hora de refletir.Seus planos, sonhos e projetos para você mesmo podem ter sido trincados ou destruídos mas os Dele, não.A parte Dele na aliança está intacta não quebre a sua.A decepção aparentemente provocada por Ele, segundo a sua ótica, pode estar trazendo um grande benefício para você num futuro próximo.Afaste da sua mente toda e qualquer confusão e acredite: Ele te ama, quer o teu bem e vai te ajudar.

A vontade de Deus nos leva onde nunca imaginamos ir e com certeza, é o melhor lugar para estar.Vale a pena confiar Nele continuamente.José, Moisés, Daniel, Abraão, eu e tantos outros crentes podem assegurar isso.Qual seria a sua resposta se Deus perguntasse hoje para você: E se você escolher confiar em mim e Eu te decepcionar?

2 comentários:

Ana disse...

Muito bom esse texto. Parece que foi escrito pra mim...Achei o seu blog sem querer. Mais otimo vou colocar nos meus favoritos e visitar sempre.

Jedídja Hadassa disse...

Oi Dani, com saudades de suas palavras, e de você venho ao blog.
Encontro um belo artigo que fala do ponto crucial com Deus. Quais são os meus sonhos? Esta é pergunta que faço hoje. Não porque estou sem eles, mas porque toda minha determinação está no Senhor. é dificil, doloroso e é sim decepcionante, até frustrante, por que os nossos pensamentos são limitados e não são os do Senhor.
Admito um ritmo mais lento, como correndo com paciência e sem me guiar por minhas vistas, é como Paulo disse, mas faço uma paráfrase: busco não mais viver, mas que Cristo viva em mim.