02 novembro, 2009

A corda

A cidade de Jerusalém atravessava dias conturbados.O profeta Jeremias proclamava uma mensagem de destruição iminente: a Babilônia tomaria e destruiria aquela cidade e se alguém quisesse ser salvo, deveria render-se aos babilônicos, caso contrário, morreria pela pela espada, fome e peste na própria Jerusalém.
Os líderes daquela nação não aceitaram as palavras de Jeremias, colocaram em dúvida o posicionamento do profeta.Acusaram-no de incitar o desânimo junto ao exército local e restante do povo para que não se opusessem à invasão babilônica.Afirmando que o homem de Deus não buscava o bem do povo mas sua ruína, foram até o rei Zedequias, denunciaram-no e receberam autorização para fazer dele o que bem entendessem.
Tomaram a Jeremias e, por meio de cordas, lançaram-no na cisterna de Malquias, filho do rei, a qual ficava no pátio da guarda.Na cisterna não havia água, somente lama e o profeta de Deus afundou na lama.
A mensagem do céu de hoje confirma algo que você já sabe: o ministério profético não é fácil.Anunciar exatamente o que Deus tem comunicado ao coração daqueles que são chamados nesse ministério, em alguns momentos pode incomodar sistemas humanos, ocasionar o aparecimento de reuniões e criação de estratégias para tirar o profeta de circulação e, finalmente, custar o bem-estar daquele que leva a mensagem.
Imagine o que custou para Jeremias, pelas mãos de líderes da sua época, ser envolto em cordas, descer naquela cisterna e finalmente afundar na lama, simplesmente porque teve firmeza ao anunciar corretamente o que Deus faria àquele povo.Não foi à toa que Jeremias ficou conhecido como profeta das lágrimas.
Vivendo numa geração que tanto tem pregado a mudança de cativeiros, tendo como exemplos a vida de José, Jó, Ester e tantos outros, não podemos esquecer que há situações em que o cativeiro não é impedido, muito pelo contrário, é necessário.Deus permitiu Jeremias viver aquela experiência.
Talvez você conheça alguém que passou por essa situação ou quem sabe, ela faz parte da sua história.Não sei em qual estágio se encontra: na fase da pregação, da oposição, das cordas, da descida ou da lama.Quero que lembre que o Senhor é sempre presente, não deixa seus filhos esquecidos e tem visto todo o ocorrido.
A notícia do que oconteceu à Jeremias chegou aos ouvidos de Ebede -Meleque, um etíope, eunuco, que vivia na casa real.Inconformado com a situação do profeta e arriscando a própria vida, foi até o rei, intercedeu em favor de Jeremias e recebeu autorização para resgatar o profeta.Ainda há pessoas usadas pelo Senhor para nos socorrer!Louvado seja Deus por isso!
Ebede-Meleque levou consigo alguns homens para ajudá-lo a puxar o profeta da cisterna; trapos velhos e rotos, já apodrecidos, para que Jeremias calçasse as cordas, e assim, não tivesse seu corpo machucado; e realizou a operação com sucesso.Através de uma corda, por mãos de inimigos, Jeremias desceu à cisterna.Através de outra corda, por mãos amigas e máximo cuidado, o profeta foi retirado de lá.Quem poderia entender os caminhos do Senhor?
Deus honrou a atitude de Ebede-Meleque a ponto de fazer-lhe uma promessa usando o próprio Jeremias para comunicar-lhe sua vontade: "Vai, e fala a Ebede-Meleque, o etíope, dizendo: Assim diz o SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel: Eis que eu trarei as minhas palavras sobre esta cidade para mal e não para bem; e cumprir-se-ão diante de ti naquele dia.A ti, porém, eu livrarei naquele dia, diz o SENHOR, e não serás entregue na mão dos homens, a quem temes.Porque certamente te livrarei, e não cairás à espada; mas a tua alma terás por despojo, porquanto confiaste em mim, diz o SENHOR"(Jeremias 39: 16-18).
Esse é o Deus a quem servimos!Aquele que livra, no momento certo, a seus profetas e recompensa a outros que têm a iniciativa de cuidar daqueles que fazem a obra com coração sincero e voluntário.
Profetas são especiais aos olhos do Senhor.A eles são revelados os segredos de Deus.Você foi chamado como Jeremias?Está na cisterna, afundando na lama?Não se preocupe.Deus enviará um Ebede-Meleque até você, ele jogará uma corda até o fundo da cisterna, você segurará firme, sairá de lá, contará o que passou e verá o cumprimento do que o Senhor tem conferido ao seu coração.

Nenhum comentário: