13 agosto, 2009

Asas da Alva

Senhor, Tu me sondas e me conheces/Conheces o meu deitar e meu levantar/Por onde eu irei do Teu Espírito?/E pra onde fugirei da Tua face?/Se tomar as asas da alva/Se habitar nos extremos do mar/Até ali a Tua mão me guiará/Tua destra me susterá/Se disser que as trevas me encobrirão/E a noite escurece ao redor/As trevas e a luz são iguais pra ti/Noite brilha como o dia/Se tomar as asas da alva/Se habitar nos extremos do mar/Até ali a Tua mão me guiará/Tua destra me susterá/Eu te louvarei, louvarei/Eu te louvarei Senhor/Ó Pai Te louvarei, louvarei/Louvarei/Tu criaste-me Senhor/Formaste-me antes de nascer/Te louvo porque de um modo maravilhoso/Tu me formaste/Se tomar as asas da alva/Se habitar nos extremos do mar/Até ali a Tua mão me guiará/Tua destra me susterá/Estarei nos braços de Deus/Discípulo teu.

Nenhum comentário: