05 março, 2009

Testemunho do Rubinho(4)

Olá, meus amigos e irmãos.Na semana passada eu comecei a contar um pouco sobre como foram os meses após a segunda traqueostomia, e nessa carta eu continuo.Bem, os dias passavam, no inicio eu ainda fiz questão de ir um dia ou outro para o colégio, mas aos poucos, o desânimo, a tristeza, e a amargura começavam a tomar conta do meu coração.Não poder falar, cantar, gritar, chorar até cantarolar...
Era doloroso demais ver outras pessoas quando eu não conseguia comunicar o que eu sentia ou mesmo o que pensava para elas.Não conseguia aprender nas aulas, pois meu aprendizado estava diretamente ligado a minha participação nas aulas.
Não conseguia fazer as pessoas oa meu redor felizes, por que eu estava triste, e isso me deixava ainda pior.Eu odiava o fato de não ser mais o que estava orando, mas o motivo das orações e das lágrimas de muitos.Meus refúgios eram filmes, seriados... estes me desprediam, mesmo que temporariamente, da minha realidade, que se tornara insuportável... até que um dia, eu pecebi que já não era meu pescoço que adoecia... mas a minha alma.Foi quando comecei a lutar contra a depressão, com a ajuda de Deus.Dediquei mais tempo a aprender a tocar violão, não era nenhum mestre, e ele se tornou a minha voz, e minha vida o meu louvor.
Deus me ensinava que não era o bastante dar o que tinha de melhor... ele queria TUDO.Meu louvor já não vinha das cordas vocais, mas do espírito... do fundo do meu ser.Assim os dias, as semanas passavam e com elas consultas, exames e viagens, e sempre a esperança do milagre de Deus em minha vida.Bem, gostaria de dizer a vocês que esse tal milagre que eu queria veio.Mas não veio.O milagre de Deus se manifesta de maneiras diferentes, a ser sempre único e eficaz na vida daqueles que o recebem.
O milagre de Deus foi: PASSEI TRÊS MESES SEM FALAR, não morri, não enlouqueci, não aprendi muito no colégio, mas aprendi muito das coisas de Deus, conhecer Sua vontade, ouvir o Seu chamado, aprendi a dar o devido valor a vida com Deus e a vida por minha conta.Após esse tempo de "Jejum de Palavras", coloquei uma prótese que me permitia respirar pela boca e nariz e FALAR, CANTAR...
Primeiras palavras: GLÓRIA A DEUS!De São Paulo voltei com a perspectiva de fazer sessões de fonoaudiologia, pois tinha passado muito tempo sem usar minhas cordas vocais, mas Deus fez outro milagre: eu estava cantando no ministério de louvor duas semanas depois de voltar para casa, sem nenhuma sessão sequer de fono!Assim depois de passar tanto tempo no deserto, Deus me dava um descanso em águas tranquilas e eu estava pronto a ouvir a Sua voz quando veio e bateu a minha porta com o CHAMADO.
Perdão pelo atraso essa semana pessoal.Semana que vem também escreverei só depois da quarta feira.Que a paz de Deus esteja com TODOS!
P.S. por favor orem pelo meu amigo que agora ingressa em seu chamado também:Thyago Wendell.Ele está indo para a Escola e Ministério de Música e Evangelismo (EMME) e passará o resto do ano com eles lá em Curitiba.Orem pela provisão e segurança de Deus.

Nenhum comentário: