08 fevereiro, 2009

Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo

A negação, o amargor da alma e a morte de Jesus empurraram Pedro para antiga vida de pescador.Agoram estavam esquecidos o evangelho, os milagres, as pregações, as visitas, as conversões e seus temas de interesse seriam aqueles relacionados à pesca:barcos, mar, redes e peixes.
Fracasso espiritual.Eis aqui um algo dificílimo de viver.Considero um dos piores desertos a atravessar.Imagino que os pensamentos de Pedro invadiam sua mente:Por acaso Deus usaria alguém que o negou?Não sou digno de continuar os passos do Mestre!Vou voltar à velha vida.
Se sua fé já foi esmagada como o trigo, você sabe do que estou falando.Somente Deus e mais ninguém é capaz de curar um coração despedaçado, como foi o de Pedro, trazendo-lhe esperança, cura, renovo e uma nova oportunidade.
Jesus sabia tanto disso que criou uma situação muito especial para estar com Pedro: uma milagre seguido de uma ceia:
Depois disto manifestou-se Jesus outra vez aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e manifestou-se assim:Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos.Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Dizem-lhe eles: Também nós vamos contigo. Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite nada apanharam.E, sendo já manhã, Jesus se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus.Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.E ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes.Então aquele discípulo, a quem Jesus amava, disse a Pedro: É o Senhor. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se ao mar.E os outros discípulos foram com o barco (porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados), levando a rede cheia de peixes.Logo que desceram para terra, viram ali brasas, e um peixe posto em cima, e pão.Disse-lhes Jesus: Trazei dos peixes que agora apanhastes.Simão Pedro subiu e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinqüenta e três grandes peixes e, sendo tantos, não se rompeu a rede.Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. E nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? sabendo que era o Senhor.Chegou, pois, Jesus, e tomou o pão, e deu-lhes e, semelhantemente o peixe"(João 21:1-10).
Nossa fé é revigorada quando vemos nosso Deus operando por nós o que seria impossível.A fé de Pedro precisava ser turbinada.A partir daqui uma nova linguagem chegava ao seu coração: Jesus não operava milagres porque Pedro e os outros discípulos mereciam, mas porque Ele os amava.Não tinha nada a ver com méritos ou coroações mas com o favor imerecido de Deus, com Sua Graça.
Depois do jantar, Jesus indagou-o diretamente: Pedro, tu me amas?Por três vezes o Mestre perguntou e por três vezes ele afirmou que sim.Na mesma proporção em que Pedro o negou, teve oportunidade de afirmar seu amor, só que dessa vez, reconhecendo o senhorio absoluto de Cristo e sua dependência Dele:" Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo".
Uma vez humilhados e reconhecendo nossa dependência, abrimos caminho para a Graça de Deus alcançar as profundezas do nosso coração e curar toda ferida.Megulhar na Graça, nos permite compreender que somos chamados porque Ele nos amou primeiro, não porque somos melhores.Quem passou por essa estrada entende de uma vez por todas quão pecador e imerecedor das bençãos de Deus é.Essa atitude inevitavelmente nos leva a rendição e adoração.

Se o fracasso espiritual te atingiu, a Graça é suficiente para levantar-te e fazer-te prosseguir.Assim como a promessa inicial de Deus na vida de Pedro (de que ele seria um pescador de homens) não foi frustrada, na sua vida também não será.Se Ele te chamou para servi-lo no reino, desempenhando algum ministério e você fracassou espiritualmente e tem pensado em voltar à antiga vida, é hora de se preparar.A qualquer momento, Ele fará um milagre e estará juntinho de você perguntando se você o ama porque os projetos Dele para sua vida ainda estão de pé.

"E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros.Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas"(João 21:15-17).

Um comentário:

fatima disse...

LINDO,MUITO LINDO.FALAR DE JESUS É UMA COISA AGRADAVEL AO CORAÇAO,POIS SENTIMOS ELE BEM PERTINHO DE NÓS.NAO TENHO PALAVRAS SÓ EMOÇAO E CERTYEZA QUE ELE ESTA NOS OUVINDO. PARABÉNS!!!!!!