20 maio, 2008

A Oração do Profeta

(Composição: Fernanda Brum, Emerson Pinheiro e Marcus Salles)
Eu abro mão dos meus sonhos
Eu abro mão da minha vida
Vou me gastar por inteiro
Realizar teus desejos.
Eu não quero nada em troca
Me deixe ficar aos Teus pés...
Cercado por muitos
Amado por poucos
É assim que me sinto
Me deixe ficar aqui
Pois sei que Deus está
Sempre a me proteger
Meu choro cessará
Ao amanhecer
Eu sei que nada vai
Me afastar de Ti
Cordeiro e o Leão
Meu tudo, meu amor.

17 maio, 2008

Batismo

"Cerca de 2.100 fiéis da Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte (IEADERN) se batizaram na Praia do Forte na manhã deste sábado, em Natal. A cerimônia faz parte do ciclo de comemorações dos 90 anos da igreja no estado. O pastor-presidente da IEADERN, o reverendo Raimundo João de Santana deu início a cerimônia de batismo que contou com a presença de 300 ministros da Assembléia de Deus de Natal e do interior do estado. A governadora Wilma de Faria e o prefeito Carlos Eduardo Alves também prestigiaram o evento.De acordo com o coordenador geral dos 90 anos, o pastor Edson Moreira Neto, este foi o maior batismo em águas da história da Assembléia de Deus.
'O primeiro batismo aqui no RN aconteceu em 1918 e somente seis pessoas se converteram. Em virtude das perseguições religiosas da época, a cerimônia foi realizada à noite no Rio Potengi, pelo pastor Adriano Nobre. Passados 90 anos, a igreja se firmou em todo o Brasil e para celebrar esse momento, repetimos o gesto, mas dessa vez numa cerimônia aberta. Nós atribu¡mos essa vitória ao Espírito Santo e a Jesus', declarou".
(http://www.diariodenatal.com.br/int_cotidiano_interna.php?id=32976)

13 maio, 2008

O amor a Deus demonstrado em atitudes

“DEUS NÃO É INJUSTO; ELE NÃO SE ESQUECERÁ DO TRABALHO DE VOCES E DO AMOR QUE DEMONSTRARAM POR ELE, POIS AJUDARAM OS SANTOS E CONTINUAM A AJUDÁ-LOS.” ( Hebreus 6.10).
DEUS NÃO É INJUSTO.Que gloriosa afirmação! Que bom saber que Deus não é injusto.Em um mundo cheio de injustiças em todos os segmentos da sociedade, é maravilhosa a certeza da justiça de Deus!A Bíblia diz que:“... JUSTIÇA E JUÍZO SÃO A BASE DO SEU TRONO.” (Salmo 97.2).E faz a seguinte pergunta:“PERVERTERIA DEUS O DIREITO? (Jó 8.3).
Descanse em Deus com relação àquela causa na qual você tem sido injustiçado(a). Ele não tolera injustiças, e ainda mais quanto se trata de um filho seu. Comece a louvá-lo, exaltá-lO, glorificar o seu Santo Nome.Exalte a justiça de Deus.Agora, em nome do Senhor Jesus, não clame por justiça. Quem pleiteia o seu direito é o seu Pai. Deixe esse assunto por conta dele. Tão somente creia na sua Palavra que é fiel, pois como está escrito:“... PORQUE EU VELO SOBRE A MINHA PALAVRA PARA A CUMPRIR.” ( Jeremias 1.12).
DEUS NÃO SE ESQUECE.A memória de Deus não envelhece como a nossa. Para sempre Ele é, e sua memória também é eterna. Tudo está registrado desde a antiguidade, como também nosso futuro. Tudo é agora diante dEle, aleluia!
Tudo quanto fazemos no reino de Deus é registrado no seu livro, e que livro!Todo o nosso trabalho que é feito no Senhor não é vão, como está escrito:“... SABENDO QUE O VOSSO TRABALHO NÃO É VÃO NO SENHOR.” ( 1 Coríntios 15.58).Devemos, pois, ter muito cuidado para não trabalhar apenas para o Senhor e não nEle, pois o trabalho só não é inútil se for feito nEle. Assim foi o trabalho das cooperadoras na obra do Senhor em Roma, Trifena, Trifosa e Pérside ( Romanos 16.12).
Nosso trabalho no reino de Deus vai ser julgado no grande dia da colação de grau, e aí veremos se trabalhamos em madeira, feno, palha ou em ouro prata e pedras preciosas.A diferença é grande entre os materiais usados naquilo que fazemos no reino. Cuidado para não nos preocuparmos em apresentar quantidade ao invés de qualidade, e quando as nossas obras entrarem em julgamento nada se aproveite delas.Sabemos que é muito mais fácil trabalhar com coisas perecíveis, e é muito mais fácil conseguir tais matérias primas.Deus certamente galardoará o nosso trabalho. Nada passa despercebido diante dEle por mais insignificante que possa parecer. Tão somente deve ser feito NO SENHOR.
Deus também não esquece o nosso amor a Ele, e esse amor é demonstrado em atitudes para com os santos.Quando nos propomos a ajudar os filhos de Deus, os chamados santos porque fazem parte do Corpo de Cristo, logo estão em Cristo, aí sim o nosso amor a Deus é manifestado.Estamos a falhar com nosso amor a Deus certamente, de vez que estamos muito mais preocupados em ajudar a nós mesmos e aos nossos do que aos que congregam conosco na mesma igreja local. Afinal, não temos o direito de nos metermos na vida de ninguém, diz o discurso egoísta.
Servir aos santos é amar a Deus. Somente o Espírito Santo sabe como está a nossa folha de serviços prestados aos membros do Corpo. Este serviço não quer dizer quando ajudamos financeiramente a algum necessitado, absolutamente. O ato de dar um copo de água fria é um serviço prestado a Jesus.Quando visitamos os órfãos e as viúvas nas suas tribulações estamos praticando a verdadeira religião para com Deus e os homens ( Tiago 1.27).Um gesto de carinho; um abraço caloroso em quem está carente de afeto; um sorriso para quem está atribulado; um aperto de mão com uma palavra de encorajamento; uma palavra de elogio para quem se auto-rejeita...
Há numerosas maneiras de amar a Deus através do nosso serviço aos santos.A propósito: você sabe a data de aniversário das viúvas idosas da sua igreja?É comum a sua sala de EBD comemorar o aniversário dos que vivem sozinhos na casa de Deus, especialmente aquela mulher abandonada pelo marido?Qual tem sido o nosso serviço no reino em relação aos santos? Talvez estejamos mais preocupados em servir na igreja local. Isso é bom, mas depende da motivação com que o fazemos.
Seja como for, amados, sirvamos amemos a Deus ajudando os santos, mas façamos tudo com a nossa mão direita sem que esquerda veja, isto é, não apregoemos o bem que fazemos, e Aquele que é justo nos recompensará.
(Texto extraído do blog http://amigadoamigo.blogspot.com/)

Tempo e jabuticabas

(autor desconhecido)
Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos.Já não tenho tempo para conversas intermináveis para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha. Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que, apesar da idade cronológica, são imaturas.
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral. Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: 'as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus. Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo.
O essencial faz a vida valer a pena!
Basta o essencial!

10 maio, 2008

Obnubilado

Meu primeiro contato com essa palavra foi na faculdade quando estudávamos sobre alterações no estado de consciência de um indivíduo.Em meio a prontuários de pacientes e livros, lá estava ela.Lembrar dela me fez fazer uma verdadeira retrospectiva na Neurologia pra compreender o recado do céu de hoje.
A atividade mental ocorre com graus variados de consciência por parte do indivíduo; um indivíduo pode ser totalmente inconsciente, parcialmente consciente ou totalmente consciente de um dado aspecto da atividade mental.
Pode acontecer, por vários motivos, um traumatismo craniano por exemplo, rebaixamento do nível de consciência.Esse pode ser compreendido por graus, estando dividido em 3 grupos principais: obnubilação da consciência (grau leve a moderado-compreensão dificultada), torpor(incapacidade de ação espontânea) e coma (grau profundo-impossível qualquer atividade voluntária consciente e ausência de qualquer indício de consciência).
Pois bem...depois dessa pequena aula de Neuro, obnubilado, no popular, refere-se a pessoa que está com o pensamento obscuro e lento. Obnubilare, em latim, é "cobrir como nuvem".Emprega-se no caso de incapacidade de enxergar com clareza.
Agora saindo do mundo científico e indo pros segredos do céu hehehe, há alguns frequentadores de igreja com o estado de consciência espiritual alterado.Obnubilado meeeesmo.Pessoas que não compreendem a Palavra(e por isso não conseguem vivê-la) muitas sendo enganadas pelo Adversário sendo guiadas pelo seu próprio manual de sobrevivência nesse mundo e no porvir.Pessoas com os sentidos embotados correndo o risco de entrar em coma resultando na morte espiritual.
Pensemos sobre isso.Que lugar as Escrituras têm em nosso dia?Quanto tempo ganhamos estudando a Bíblia?Como teremos nossa mente transformada, consciência plena das coisas do céu, do Reino de Deus, senão pelas Escrituras?
A obnubilação espiritual é causada por falta de estudo bíblico!E imagine a que tipo de perigo está exposto um cristão com a mente dessa forma.Lembremos que a nossa mente precisa estar preenchida com a Palavra de Deus porque através dela somos fortalecidos e temos nosso entendimento iluminado pelo Espírito de Deus!
"E não vos conformeis com esse século mas transformai-vos pela renovação da vossa mente." (Rm 12:2)
Até o próximo post!

09 maio, 2008

De que Reino somos?

Tratando de mundo espiritual, há dois reinos extremamente diferentes.Quando penso na inserção das pessoas em tal mundo, vejo que não tem como não estar em um deles.Não dá pra ficar em cima do muro, numa posição exclusa a ambos nem muito menos fazer pingue-pongue entre um e outro:ou eu sou do reino das trevas ou do reino da luz.Não tem como ter meio termo.

O início desse post parece meio agressivo, entretanto, houve um questionamento do céu que bradou por aqui esses dias e me fez refletir sobre nossa posição dentro do mundo espiritual.Por isso, meu objetivo hoje é chamar atenção sobre a urgência de decidir de que lado estamos verdadeiramente e viver intensamente a serviço do Senhor que escolhemos servir assumindo todos os riscos, benefícios e consequências.
Tudo começou quando estávamos em oração e nos foi revelado a importância de mantermos nossas vestes brancas, de andarmos em verdade já que somos cristãos, e sobre isso o Espírito Santo perguntou: quem vos ensinou a mentir se Eu sou a Verdade?
A maneira de andar, falar, se portar até os sonhos das pessoas do Reino da Luz são diferentes das do Reino das trevas.Quando uma pessoa de um desses reinos tenta copiar o outro, seja em qualquer aspecto, não o consegue, sempre haverá a prova de uma fraude.Em casos de engano e confusão lembremos do joio e do trigo.Parece que é mais não é, e um nunca será o outro.
Periodicamente precisamos de uma revisão da nossa vida com Deus e Diante Dele.Será que temos nos enganado?Tentamos enganar ao Senhor?Será que temos usado explicações vis pra tentar mascarar nossos pecados e ainda assim afirmar que somos da Luz?Que tipo de evangelho temos pregado?E de forma especial, o que temos vivido?De que reino somos?

Ontem meditava sobre o significado da palavra sinceridade, ligado ao fato de não utilizarmos máscaras, cera.Como precisamos ser verdadeiros!Nosso Pai Celestial é assim, e como filhos precisamos acompanhar seus passos e resplandecer a Sua verdade nos mínimos detalhes de nossa vida.O Senhor do reino da Luz não usa de mentira e nem nos ensina tal conduta.

05 maio, 2008

Q q é isssu???- 2

"O velho hábito de ler no banheiro ganhou um componente moderno: o papel higiênico literário. A empresa espanhola Empreendedores está lançando rolos de papel especial onde aparecem impressos clássicos da literatura mundial para que o usuário vá lendo enquanto permanecer no banheiro.O produto, vendido só através da internet, inclui trechos de literatura clássica, teatro, poesia e até textos sagrados da Bíblia e do Budismo.
'Hemingway dizia que clássico é aquele livro que todo mundo respeita, mas ninguém lê. O que estamos fazendo é levar os livros aos banheiros, aproximando a literatura do homem', disse o dono da empresa, Raúl Camarero.
'E surge aí um conflito interessante: limpar o traseiro com uma bela obra e o dilema moral que isso representa', disse.Da Bíblia foram escolhidos trechos do Apocalipse, do Cantar dos Cantares e dos Provérbios".
Nem dá pra comentar, tamanha é a indignação!Afffff.

Q q é issuuuu?- 1

Como diz minha amiga Ana:
- Q q é issuuuuuu meu irmão???????

"Para atrair fiéis em lugares 'não convencionais', a Primeira Igreja Metodista de Sidney, no Estado americano de Ohio, fez a sua inauguração em um bar da cidade, com direito à cerveja e exibições no touro mecânico.
De acordo com site de notícias Terra, os organizadores do estranho evento conseguiram atrair cerca de 100 pessoas para o encontro de domingo à noite. A iniciativa é da Igreja Country Rock, que pertence à Metodista.
Utilizar padrões do mundo para a evangelização é uma prática comum. Muitos usam o texto escrito em 1Coríntios 9.20-22 para justificar que a igreja deve ser contextualizada e transcultural.
Contudo, pastor César Moisés Carvalho em sua obra Marketing para Escola Dominical, publicado pela CPAD, alerta para que essa contextualização não seja confundida com mundanismo, secularismo e ceticismo.
'Antes de tudo, devemos nos lembrar de que não existe qualquer apoio na Bíblia para quem acha que o cristianismo é uma religião elitista, que deve ser trancafiada em quatro paredes e relegada a um plano inferior diante do contexto mundial. Mesmo porque, quando Jesus instituiu a Grande Comissão, deu-nos a ordem de que pregássemos a todas as pessoas (Mt 28.19,20; Mc 16.15-20), sendo, portanto, altamente amparada à idéia de globalizarmos o evangelho através dos diversos recursos de que dispomos nessa era tecnologizada', esclarece e complementa:
'Isso não significa que devemos nos valer de expressões surradas e tidas indevidamente como escusas para nos tornarmos semelhantes às pessoas que vamos evangelizar, inclusive pecando para mostrarmos uma pseudo-empatia; ou seja, ninguém se tornará soro positivo do vírus HIV com a desculpa de evangelizar um aidético. Os que citam textos como o de 1 Coríntios 9.22 devem se cuidar e lerem todo o capítulo, pois como diz o ilustre pastor Antônio Gilberto: ‘Texto sem contexto é pretexto''.

Ainda no texto intitulado É possível Mudarmos, sem nos Envolvermos?, o escritor assevera que quem convence o homem do pecado, da justiça e do juízo é o Espírito Santo conforme está escrito em João 16.8. “O que deve mudar na verdade é a nossa metodologia em anunciarmos a Palavra, e não nossa forma de servirmos a Deus. É falarmos às pessoas o que Jesus fez por elas, antes de exigirmos delas alguma coisa. Precisamos influenciar visando uma mudança de postura gradual”, finaliza pastor César Moisés".

(Extraído do site http://www.cpad.com.br/)

01 maio, 2008

O Homem do Céu

Resolvi começar o mês com essa dica de leitura pra você.Vale a pena conferir!
"O Homem do Céu é a história real do Irmão Yun um homem simples, nascido em uma vila rural da China, que teve um encontro com Jesus depois que seu pai foi curado milagrosamente de um câncer.
Yun entregou sua vida ao Senhor e dedicou-se a servi-lo com todas as suas forças, vindo a tornar-se anos mais tarde um dos líderes da igreja doméstica da China.
Ler este livro é como ler uma versão atual de Atos dos Apóstolos. O testemunho do Irmão Yun nos emociona e nos deixa maravilhados diante do poder extraordinário de Deus. Seu relato traz à tona o grande drama da perseguição aos irmãos chineses, que até hoje são presos, torturados e levados perante às autoridades por causa de sua fé. Esta leitura nos desafia a orar pelos cristãos da China e a dedicar nossa vida mais intensamente ao serviço do Mestre, aproveitando a preciosa liberdade que possuímos.
Esta história dramática, às vezes chocante, mas repleta de amor e esperança, será um divisor de águas em sua vida espiritual. Você irá conhecer um pouco da realidade da igreja perseguida: seu sofrimento, suas aflições, sua fé inabalável em Deus. Mas irá também contemplar os grandes milagres e o livramento que o Senhor tem operado entre o seu povo.
O Irmão Yun em nenhum momento negou sua fé em Jesus. Após anos de perseguições, prisões, torturas e grande sofrimento, deixou a prisão de forma milagrosa. Atualmente, vive na Alemanha e viaja com freqüência pregando e compartilhando suas experiências. Paul Hattaway, co-autor deste livro, vive na Tailândia. É um estudioso da igreja chinesa e escreveu o livro: Operation China (Operação China)."