18 junho, 2008

Ana-parte 3

"Ela, pois, com amargura de alma, orou ao SENHOR, e chorou abundantemente"(1Sm 1:10).



Mesmo diante de fraquezas, impossibilidades, incompreensões e rivalidades sofridas, quando nos prostramos e dispomo-nos a conversar com Deus, as piores trevas se dissipam.

Esse é um dos derramamentos na presença de Deus, em oração, mais fantástico que já li.Me emociono ao acompanhar os passos dessa mulher (ainda mais com minha fértil imaginação hehehe) e poder contemplá-la lançando-se diante de Deus pedindo algo extremamente impossível.Tão comum para tantas outras mulheres, mas para ela extraordinário: apenas um filho!

A oração que subiu ao do Trono de Deus foi não apenas como um pedido mas como uma oferta e um compromisso:

"E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao SENHOR o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha."

Aquela mulher que estava doente emocionalmente, levantou-se com ousadia para humilhar-se diante do Senhor dos Exércitos!Ana estava ali como uma guerreira.Embora sem forças físicas e emocionais, lábios mechendo-se sem palavras audíveis e muitas lágrimas, havia ainda um punhado de fé que a conduziu ao altar da oração para empreender uma batalha.

Você já deve imaginar o que tenho a dizer-lhe.Ainda que você esteja sozinho(a), sem palavras, apenas com lágrimas ao rosto, e sentindo muita dor, converse com Jesus.Ele se compadece das nossas fraquezas.Ele te ouvirá e tem um detalhe que faz toda a diferença, O Senhor dos Exércitos jamais perde uma batalha.

A vida de Ana deu uma virada depois desse momento com Deus.O profeta Eli que antes havia a julgado como uma mulher embriagada, depois de ouvir suas explicações e entender seu caso disse-lhe:

"Vai em paz; e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste" (1Samuel 1:17)

Ora, Paz para um coração muito angustiado já era um sonho e uma palvra de bênção sobre ela desejando-lhe que Deus a atendesse era muito mais do que se podia esperar naquele momento!

Aqui Ana já pôde sentir o toque de cura do Senhor.Um fardo saiu das suas costas e sua caminhada foi diferente:

"E disse ela: Ache a tua serva graça aos teus olhos. Assim a mulher foi o seu caminho, e comeu, e o seu semblante já não era triste" (1 Samuel 1:18).

Através da oração acontece coisas que só conseguiremos entender na eternidade.Quem sabe tudo isso que está a ocorrer com você é propósito de Deus para que você se achegue mais em oração?!Há cura e há esperança para você porque a oração de um justo pode muito e seus efeitos!

Nenhum comentário: