06 janeiro, 2008

Despedidas

Faz muitos anos que convivo bem de perto com uma situação que sempre me faz chorar: despedidas.Morei muitos anos longe dos meus pais e sempre que acabava as férias e se aproximava os dias de voltar para cidade onde estudava, era uma verdadeira novela mexicana na saída de casa e no aeroporto(a Maria do Bairro perdia feio pra mim, rsrs).Como meu pai morou em estados diferentes, também tive que deixar muitos amigos para trás.Perdi as contas das festas-surpresa de despedida pelas quais passei e chorei.Depois que casei, as vezes em que precisei ficar longe do meu marido, adivinha?Chorei também, hehehe.
Hoje enfrentei outra despedida mas fiz um acordo comigo mesma que não iria chorar mas rir da situação e foi muito divertido.Tenho aprendido que sorrir em meio a situações adversas nos ajuda a atravessá-las sem tantos traumas.Não sei exatamente o que Deus pretende me ensinar com tantas despedidas(Ele sempre deixa uma grande lição para nós em tudo o que permite acontecer na nossa vida).O certo é que agradeço-O porque tenho vivido muitas vezes essa experiência nesses últimos tempos e como diz uma música secular: "Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi".

Nenhum comentário: