16 julho, 2014

Quem é você?

Devocional - Dia 3

Tema: Quem é você?
Leitura Bíblica: Dn 1: 6,7
Comentários:

Você conhece o significado do seu nome? A tradição judaica defendia que o nome era uma espécie de chamado espiritual, um título que iria refletir os traços pessoais de caráter e os dons concedidos por Deus. Daniel significa ‘Deus é meu juiz’; Hananias, ‘o Senhor demonstra graça’; Misael, ‘quem é o que Deus é?’;  Azarias, ‘aquele a quem o Senhor ajuda’. Que graciosidade o significado de cada um desses nomes!
Como se já não bastassem todas as mudanças que os jovens cativos haviam sofrido em tão pouco tempo, seus nomes também foram atingidos! Agora, Daniel passaria a ser chamado de Beltessazar que significa ‘Bel proteja a sua vida’; Hananias de ‘Sadraque’  que significa ‘Ordem de Aku (deus da lua)’; Misael de Mesaque, ‘Quem é o que Aku é?’; Azarias de Abede-Nego, ‘servo de Nebo’. Essa alteração estava relacionada a insersão cultural que fora imposta aqueles moços. Dentre muitos outros objetivos, havia a necessidade de imergi-los nos costumes babilônicos e isso incluía a adoração a outros deuses.
Enquanto estivermos vivendo nesse mundo a cultura das trevas sempre tentará apagar nossa identidade. Em alguns momentos talvez queiram nos chamar de ‘cafonas’, ‘ultrapassadas’, ‘ignorantes’, ‘estranhas’ ou até mesmo de ‘preconceituosas’. Deus, por outro lado, nos chama de filhas(1 Jo 3:1), herdeiras Dele e co-herdeiras de Cristo (Rm 8:17)! Essa é a nossa veradadeira identidade! Ele nos chama pelo nosso nome!(Is 43:1).
Um dia sua família te concedeu um nome nessa terra. Não sei se ele tem ligação com quem realmente você é, se gosta dele ou mesmo se o seu nome tem sido lembrado. O que eu sei é que existe um memorial diante do Senhor sobre você (Ml 3:16)! Aquele que chama todas as estrelas pelo seu nome(Sl 147:4) também te conhece e lembra de você! Um dia, Deus te entregará uma pedra branca com outro nome escrito que só você e Ele conhecerão (Ap 2:17). Penso que esse será um momento de grande surpresa! Ainda que alguém queira mudar a sua identidade, é Cristo que você está guardada nessa vida e por toda a eternidade!

Motivos de Oração:

Para que possamos honrar o Nome do Cristo que proclamos.
Para que não esqueçamos a identidade cristã em meio às adversidades.
Para que o Espírito Santo marque outras pessoas com os nossos dons e talentos.


Amor em ação:

Tenho clareza de quem sou eu?
O que posso fazer quando alguém tentar me rotular com outro nome pelo simples fato de saber que sou “cristã”?

14 julho, 2014

Propósitos do Rei

Devocional - Dia 2

Tema: Propósitos do Rei.

Leitura Bíblica: Dn 1:5

Comentários:

Em todo reino que se preze a figura do rei tem máxima autoridade. Ele tem poder de matar e dar a vida; criar as leis ou revogá-las; decretar a guerra ou a paz. Dele procedem as estratégias que proporcionam paz e esperança para seu povo. Aqueles que o obedecem sempre alcançam seu favor.
Acerca dos jovens hebreus cativos recém chegados à Babilônia, o rei Nabucodonosor decretou regras objetivas acerca da alimentação. Havia um propósito nisso. Ele precisava que aqueles rapazes servissem no palácio real e para tanto deveriam ter saúde e serem bem instruídos. Afim de atingir seus objetivos, o que haveria de melhor no Reino senão a comida e a bebida que partia da própria mesa do rei?
Ontem refletimos um pouco sobre o Reino de Deus. Hoje, vamos voltar a atenção ao Senhor desse Reino. Jesus abriu mão de toda sua glória, esvaziando-se a si mesmo assumindo a forma de homem, aprendendo a obediência pelas coisas que sofreu porque pretendia cumprir a vontade do Pai (Fp 2:6-8). Mesmo sendo 100% homem e 100% Deus, escolheu estar entre nós e sentir as nossas dores para que mais tarde pudesse ser o sacerdote por excelência (Hb 4:15). O Senhor do Reino da Luz andou em amor e comunicou o amor do Pai em todos os momentos da sua vida e ministério (Mt 11:5,6). Ofereceu graça, favor, perdão, um novo recomeço e salvação a todos que o buscaram com um coração quebrantado em momentos difíceis e até mesmo impossíveis. Jesus andou com pecadores (Mc 2:17, Lc 7:34), foi chamado de Belzebu (Mc 3:22) mas em nenhum momento negociou os valores do Reino. Pelo contrário! Sua luz dissipava toda treva! Ao enfrentar a cruz e a morte, mostrou-nos Sua coragem em fazer a vontade do Pai e ao ressuscitar revelou Seu poder glorioso!
Quão maravilhoso é saber que Jesus está vivo (Ap 1:18)! Que grandioso é pensar que temos um Rei que é Vencedor (Ap 19:11-16)! Ele tem propósitos firmes e bem estabelecidos em tudo o que faz (Jó 42:2). Está no controle do Seu Reino e consequentemente das nossas vidas. Nosso Rei conhece nossas fraquezas e também nossos pontos fortes. Se um rei humano, limitado, pecador soube disponibilizar o que tinha de melhor em sua dispensa para beneficiar seus servos, quanto mais nosso Senhor Jesus Cristo! Hoje Ele coloca a nossa disposição tudo o que está em sua mesa. Vamos nos alimentar? Seus ensinamentos estão muito acima daqueles que qualquer filósofo, pensador ou estudioso já proferiu nessa terra.
Afim de que cumpramos seus propósitos, o nosso Rei, dará ordens no mundo espiritual e material ao nosso respeito e nos ajudará em meios aos combates dessa vida. Ele quer o nosso bem e tem pensamentos de paz ao nosso respeito (Jr 29:11). Que estas promessas estejam guardadas em nossa mente e coração: “Eu irei adiante de ti, e endireitarei os caminhos tortuosos; quebrarei as portas de bronze, e despedaçarei os ferrolhos de ferro. Dar-te-ei os tesouros escondidos, e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome.” (Is 45:2-3). O nosso Rei pelejará por nós.

Motivos de Oração:

1) Para que Deus revele seus propósitos na nossa vida estudantil e profissional.
2) Para que Jesus dê ordens no mundo espiritual e material ao nosso respeito destruindo todo principado e potestade que se levante para nos envergonhar.
3) Para que possamos nos alimentar de tudo o que provém Dele. Que sejamos farta(o)s da sua graça, favor e poder.
4) Para que Ele nos ajude a obedecê-lo.

Amor em ação:

1) Em que consiste nossa alimentação espiritual?
2) O que posso fazer para me aproximar mais da mesa do Senhor?
3) Como posso utilizar meus pontos fortes a favor do cumprimento dos propósitos do Rei durante minha carreira estudantil/profissional?

13 julho, 2014

Conhecendo o Reino!

Devocional - Dia 1

Tema: Conhecendo o Reino!

Leitura Bíblica: Dn 1:1-4

Comentários:

Ver sua cidade destruída pelos inimigos, seus amigos e família mortos, o Templo de adoração a Deus saqueado e ainda por cima ser levado cativo para outra nação não é fácil! Imagine o que passava na mente de Daniel, Misael, Ananias e Azarias ao entrar na Babilônia. Aquela nação ímpia tão poderosa e gloriosa agora seria a nova casa deles. Teriam que passar por um longo processo de adaptação num lugar com costumes diferentes e de veneração a tantos deuses. Haveria muitos desafios pela frente. O maior deles certamente era não abrir mão dos princípios aprendidos em Jerusalém.
Do ponto de vista espiritual existem dois reinos. Um é o Reino da Luz cujo Senhor é Jesus Cristo. Seus cidadãos vivem de acordo com os ensinamentos da Bíblia Sagrada negando suas paixões, concupiscências procurando obedecer e agradar ao seu Senhor. A característica marcante desse Reino não é a aparência exterior (Lc 17:20) e sim o poder de Deus manifesto (1 Co 4:20); a justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo (Rm 14:17)! O outro reino é o das trevas. Seu senhor é satanás, o pai da mentira(Jo 8:44). Seus integrantes rejeitam e escarnecem o conhecimento de Deus. Vivem segundo suas vontades dispondo seus corpos, entendimento e espírito para agradar ao seu senhor. É interessante saber disso e ESCOLHER a qual senhor se pretende servir: “Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” (Rm 6:16).
Uma vez que escolhemos servir a Cristo, somos representantes do Reino da Luz nessa terra. Jesus sabia que viver nesse mundo não seria fácil. Em vários momentos nos alertou quanto a isso (Jo 16:33, 17:14) e orou por cada um de nós: “Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus. E todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles sou glorificado. E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós” (Jo 17:9-11).
Assim como Daniel e seus amigos precisaram viver numa terra que tinha uma cultura bem diferente daquela que eles haviam aprendido, também somos chamados a viver nesse mundo sabendo que não somos dele. Enquanto estrangeiros e peregrinos aqui (Hb 11:13) guardamos a convicção de qual Reino nós pertecemos e estamos prontos a lutar para que ele seja propagado onde estivermos. Sabemos que não vamos mudar todos os valores e costumes dessa era bem como os jovens hebreus também não o fizeram no passado. Porém, devemos ter a convicção que podemos impactar positivamente os lugares nos quais Deus nos plantou porque somos representantes do Reino de Deus!
Daniel, Misael, Ananias e Azarias obtiveram êxito. Servem de inspiração para nós: a Igreja que vive em um tempo trabalhoso (2 Tm 3:1-5). No início desse propósito, o Espírito Santo te convida a orar continuamente: “VENHA O TEU REINO[...]” (Mt 6:10). Avancemos defendendo firmemente os princípios do Reino de Deus. Jamais nos moldemos aos conceitos e valores do reino das trevas! Que a transformação comece primeiro em nosso entendimento (Rm 12:1-2) sabendo que [...]todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé” (1 Jo 5:4). Jesus nos garantiu: “[...]edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16:18).

Motivos de Oração:

1) Para que o Reino de Deus se manifeste através de nossas pensamentos, palavras e atitudes.
2) Para que o Espírito Santo convença a quem está no reino das trevas do pecado, da justiça e do juízo.
3) Para que o Reino das Trevas seja neutralizado em sua força e as estratégias do inferno sejam desfeitas onde nós colocarmos a planta de nossos pés.

Amor em ação:

1) Eu compreendo a dimensão/alcance/impacto do Reino que represento nessa terra?
2) O que eu posso fazer para comunicar a diferença entre o Reino da Luz e o Reino das Trevas aos meus amigos?
3) Eu comunico as verdades do Reino da Luz através das minhas atitudes? O que posso fazer para melhorar?

Identidade

Na primeira semana de leitura do livro de Danielo tema geral será ‘IDENTIDADE’
É interessante que tenhamos clareza sobre o Reino que representamos nessa terra; os propósitos no nosso Rei e quem somos dentro desse Reino. Vamos começar?

Voltei!

Depois de alguns anos, lembrei do blog! 
Nem sei se ainda sei me virar por aqui, rs, mas quero tentar e aproveitar esse momento para compartilhar novas experiências :D
Durante os próximos 21 dias estarei lendo o livro de Daniel e na medida do possível postando alguns recadinhos do céu por aqui. 
Estarei trabalhando as temáticas: Identidade; Combates; Pecado, Confissão e Arrependimento. 
Vamos juntos iniciar o devocional? Que você possa ser poderosamente edificado(a)!